À Espreita Entrevista: Mathilde Monaco

A primeira entrevista de 2021 é com a Psicóloga e Poetisa Mathilde Monaco.

Mathilde Monaco, além de poetisa é também psicóloga e foi professora da UFMS. Conversamos um pouco com ela sobre sua carreira, suas preferências e planos.

Evan – Você é psicóloga e foi professora da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul. Como foi que uma profissional da psicologia acabou, também, poetisa?

Mathilde – Eu sentia vontade de escrever desde os 14 anos. Não escrevi muito, mas segui escrevendo, mesmo sem publicar.

Evan – Como você escolhe os temas das suas poesias?

Mathilde – Minha inspiração vem do que estiver sentindo no momento ou quando ouço uma música e as palavras me chamam a atenção.

Mathilde Monaco apresentando uma coletânea na Escola 2 de Setembro em Ladário – MS

Evan – Se a música pode ser uma poesia, então também pode ser fonte de inspiração para outras poesias, não é mesmo? (Risos). Você já participou de diversas coletâneas poéticas. Como foi tornar seu trabalho público ao lado de tantos outros colegas de poesia?

Mathilde – Participei com muita honra em coletâneas, pois eram pessoas já consagradas, cheias de grandes trabalhos e uma grande luta pela poesia.

Evan – Se você pudesse escolher uma poesia sua para compartilhar com o mundo todo, qual seria? Por que?

Mathilde – Compartilho essa, pois acho que é o que vivemos hoje… dias de incerteza e sem saber do amanhã… sejamos lua cheia a iluminar.

Evan – Enquanto leitora, que tipo de livros você gosta de ler? Quais são seus livros e autores favoritos?

Mathilde – Leio de tudo. E gosto mto de livros policiais.

Evan – E quem não gosta de um bom romance policial, não é mesmo? Pouco antes da pandemia você estava preparando um livro para ser publicado, mas que por causa dela, o projeto foi adiado. Você pode nos contar um pouco sobre este livro? Quais seus planos para ele no futuro?

Mathilde Monaco com seu livro solo de poesias que aguardam lançamento

Mathilde – Eu estou com os livros impressos guardados. Espero que seja inspiração, calmaria e estímulo para as outras pessoas.

Mathilde Monaco no lançamento da coletânea Poetas do Café Literário

Evan – Em 2022 o grupo ALEC, estará completando 50 anos. O que isso significa para você?

Mathilde – Desejo ao grupo ALEC vida longa, pois chegou aos 50 anos com muita dedicação e esforço, principalmente do BENEDITO C. G. LIMA. Que ninguém desista, pois o mundo precisa da poesia para suavizar a vida, crer no amor e ver que a inspiração existe.

Evan – Que mensagem você deixaria as pessoas que, assim como você, têm paixão pela escrita?

Mathilde – Quem sente vontade de escrever, escreva. Sempre vai ser bom para alguém e será brisa suave… mesmo que alguns não gostem. Cada um que escreve contribui e registra a vida.

Evan – Muito obrigado pela conversa, Mathilde. Desejamos tudo de melhor para você e todo o sucesso assim que for possível lançar seu novo livro.

Publicado por Evan Klug

Escritor, Redator, Roteirista, Produtor de Conteúdo para Web e Analista de Qualidade. Amante da literatura, super-heróis, boa comida e o bom e velho rock n' Roll.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: