À Espreita Entrevista: Jane Baruki Ferreira

Professora, Pedagoga e Psicóloga, Jane Baruki Ferreira fala de suas experiências de ensino e como utiliza a poesia nesse processo.

A entrevistada de hoje é a Poetisa Jane Baruki Ferreira. Ela nos contou sobre sua carreira, seus projetos, suas paixões em uma conversa descontraída e prá lá de interessante. Confiram.

Evan – Olá Jane, para nós do À Espreita é uma satisfação muito grande poder conversar um pouco contigo e falar sobre literatura. Sua formação nas áreas de Psicologia e Pedagogia permitiram-lhe ter uma ampla vivência no ensino. Conte-nos um pouco sobre sua trajetória na educação.

Jane – Aos 17 anos me formei professora. Apesar da pouca idade, percebia a responsabilidade do magistério. Cursei Psicologia de 1969 à 1973 e Pedagogia em 1985. Mesmo estudando exercia o Magistério. Tive ótimos professores que transmitiram uma bagagem acadêmica sólida. Em 1970, fiz um curso de Educação Física e de Euritmia. Tais conhecimentos, apliquei durante toda a minha vida como professora, mãe e terapeuta.

Evan – Como você mesmo nos contou agora, uma de suas especializações é em Euritmia. Acredito que muitos não conheçam. Poderia contar-nos um pouco sobre esta modalidade, como é aplicada e sua experiência na sua utilização?

Jane – A Euritmia é um ramo da Antroposofia, composta de exercícios rítmicos que movimentam, harmonizam e expressam os corpos: Etérico, Anímico e o Eu (Espírito) através do corpo físico. Ela é aplicada na Arte, na Educação e na Terapia(Medicina). Seus efeitos benéficos atuam no homem por inteiro: aquele que pensa, sente e quer, com entusiasmo e o calor do amor. No meu livro: “O Segredo da Aprendizagem”, Transformando a rotina em ritual, relato a minha experiência nesta técnica e em outras. No meu romance: “ Meu Eterno Amor, Minha Grande Batalha”, narro como recuperei terapeuticamente o meu marido, realizando com ele a Euritmia.

Jane Baruki Ferreira no Projeto Passa na Praça que a Arte te Abraça com os poetas Beneditos C. G. de Lima e Vivi Mendez

Evan – Fantástico! Confesso que fiquei curioso para saber mais a respeito da Euritmia. Vamos falar um pouquinho sobre a nossa situação atual. Há algum tipo de lição que se pode tirar desse período de Pandemia em relação à educação, metodologias, condições sociais, etc?

Jane – Sim, muitas lições. A humanidade estava vivendo um desiquilíbrio rítmico exagerado. Quando não colocamos ritmo em nossa vida por vontade própria (de dentro para fora), as interferências externas nos obrigam a fazê-lo. Na correria que vivíamos antes da Pandemia, quais conteúdos anímicos estávamos registrando em nossa memória? E na das crianças? Durante este período de isolamento, os pais aprenderam a serem mais pais, os filhos a serem mais filhos. Quem aproveitou o tempo e cultivou o amor familiar e humano, cresceu bastante como indivíduo. Tenho tantas lembranças das nossas reuniões familiares onde convivíamos e convivemos com uma felicidade plena. A Pandemia fez o homem despertar para o seu maior valor: “A Vida”. Creio que depois deste período de convivência familiar, as crianças se abasteceram afetivamente, se tornaram mais calmas, mais seguras. Surpreenderão pais e professores na aquisição dos conteúdos intelectuais. No meu blog:: www.janocca.blogspot.com postei em junho deste ano a crônica: “Época de São João”, onde expresso a minha esperança do efeito Pandemia.

Evan – Sabe que é interessante ouvir e pensar a respeito disso, pois normalmente as pessoas lembram apenas dos efeitos negativos que a pandemia nos imputou. Quem soube aproveitar esse tempo para restabelecer ou fortalecer laços familiares, com certeza, cresceu. Como profissional da educação, a senhora tem artigos e pesquisas publicadas em revistas especializadas. Pode nos contar um pouco sobre isso e sobre o retorno profissional oriundo dessas conquistas?

Jane – Evan, escrevi muito pouco no período em que atuava profissionalmente. Aposentei em 1998. Comecei a relatar as experiências e ensinamentos registrados em minha memória, apenas em 2011. O período da minha produção literária é dos meus 60 até os 70 anos, (10 anos). O retorno destas conquistas foi apenas pessoal e social.

Evan – Mas estes conhecimentos transmitidos, certamente, abençoam a vida de outros profissionais atualmente. Você participou da Bienal de São Paulo em 2013 e 2015. Conte-nos um pouco sobre esta experiência.

Jane Baruki Ferreira na Bienal de 2013

Jane – Em 2013, participei da Bienal através da Editora Scortecci e em 2015, através da Editora Literarte, sendo em ambas, convidada. Foi uma experiência positiva, pois já havia tentado participar por iniciativa própria em 2011, mas os custos eram muito altos.

Evan – Seus trabalhos já foram selecionados para diversas antologias, inclusive já foi vencedora também de concursos literários. Pode nos contar um pouco sobre estas experiências e como é ver seu trabalho literário chegar à outras pessoas?

Jane Baruki Ferreira no 8 Festival América do Sul realizado em Corumbá-MS

Jane – Em 2011, escrevi o livro: ”O Segredo da Aprendizagem”, apresentando-o no “Festival da América do Sul” em Corumbá- MS. Os corumbaenses lotaram a plateia do evento “Quebra Torto com Letras” e muitas pessoas adquiriram o livro. O movimento não tomou o ritmo que eu esperava, então comecei a escrever poesias, com o intuito de divulgar o livro de aprendizagem, o qual acho ser muito importante para a época atual. O meu objetivo é despertar nas pessoas a reflexão sobre a própria vida e o próprio destino, principalmente das crianças e adolescentes, para a construção de um país mais justo, humano e consciente.

Evan – Você possui vários livros editados e publicados. Pode nos contar um pouquinho sobre cada um deles?

Jane – Sim Evandro. Com prazer. “O Segredo da Aprendizagem”. Nele transmito um embasamento filosófico, necessário ao professor que deseja se entender e entender a criança como um todo. “No homem assim, como no Cosmos as energias de todos os corpos se interpenetram e virtuam em harmonia (saúde) ou em desarmonia (doença). Além de várias técnicas desenvolvidas por mim, como também, exercícios de Euritmia. “Prelúdio Para O Despertar” Composto de 77 poesias. Conteúdos que emergiram da minha alma, relacionando sempre: verdade, nobreza e beleza. Auxiliam no trabalho da compreensão interna da fala. “ Crônicas da Vida” Contem as mais significativas Crônicas já postadas no meu blog, com algumas crônicas novas. “Meu Eterno Amor, Minha Grande Batalha” A vida é um ato de amor. Minha trajetória de vida em forma de romance, relatando costumes da época. Questionamentos, dúvidas, conflitos e esclarecimentos na juventude. Cursos e convívios marcantes em Portugal. Constatações de visões com revelações históricas. Muito amor e confiança em nossa missão a dois.

Evan – Com certeza tem muito conteúdo interessante aí. E… não só interessante, mas também importantíssimo para nossa vida. Além de tudo isso você ainda tem um blog, como citou anteriormente. O que podemos encontrar lá?

Jane – Relatos significativos de memórias da minha vida, questionamentos e esclarecimentos de situações atuais, o observar da natureza, o conviver social, o sentir a música, experiências com os meus netos etc. Épocas do Ano: Verão, Outono, Inverno e Primavera. Relacionando estas épocas com os Arcanjos regentes e seus efeitos sobre o homem, a terra e o Cosmos.

Evan – Vou deixar o endereço do blog disponível, mais uma vez no final da entrevista para quem ficou curioso, assim como eu. Agora conta pra gente um pouco sobre seus projetos literários para o futuro. Algum em andamento?

Sarau de Poesias . Trabalho desenvolvido com as minhas poesias em Jau-S.P. pela prof Sandra Ferreira Coutinho.

Jane – Sim, desde 2019, dou assessoria gratuita aos professores que adquiriram os meus livros, aplicam as técnicas e trabalham algumas poesias minhas. Depois de nove longos anos, vejo as minhas poesias penetrando nas escolas, dando bons frutos. Como efeito, harmonizando alunos, salas de aulas, professores, escolas e lares, produzindo afetividade manifesta nos ambientes. Espero que aos poucos este jardim cresça, que nele brotem cada vez mais e mais lindas flores, que enfeitarão a vida de milhares seres humanos neste mundo. Estou aberta a todos interessados em conhecer, dialogar e aplicar estes conteúdos. Coloco-me a disposição através do meu messenger e ou email. janebferreira@gmail.com. Este é o meu novo objetivo de vida, mesmo estando distante fisicamente, acompanhar intensamente o novo vir a ser o Homem do Futuro.

Evan – Que legal! É esse tipo de atitude e iniciativa que nos faz agradecer a Deus por conhecer cada vez mais pessoas iluminadas como você através do À Espreita. Sabe, no início tínhamos o objetivo apenas de falar sobre literatura de mistério, suspense e terror, mas conhecemos tantas pessoas maravilhosas em tantas vertentes diferentes que achamos que o À Espreita tinha que se tornar maior e não nos arrependemos disso. Pra finalizar, que mensagem você deixaria as pessoas que pretendem seguir a carreira de escritor?

Jane – Escrevam, pois escrever é um grande investimento para o próprio desenvolvimento. Escrever nos auxilia a organizar as nossas ideias e sentimentos, mas tenham sempre uma profissão paralela para o próprio sustento. Confiem e acreditem no que escrevem. Não entrem em crise se as suas produções literárias não tiverem a divulgação que almejam. Em novembro de 2015 postei no meu blog a crônica: “Por onde Andam os Incentivos Culturais?”. A literatura brasileira ainda não foi assimilada. Temos um grande caminho pela frente.

Evan – Muito obrigado novamente, Jane, pelo seu tempo e disposição em conversar conosco. Desejamos todo o sucesso em seus projetos pessoais e profissionais. Um grande abraço da Equipe À Espreita.

Segue abaixo os endereços eletrônicos do blog e para contatar a professora Jane Baruki Ferreira, e quando eu digo professora, não estou apenas tratando da profissional, mas sim também, uma professora para a vida.

blog: www.janocca.blogspot.com

e-mail: janebferreira@gmail.com

facebook/messenger: https://www.facebook.com/jane.barukiferreira/

Para adquirir os livros da autora Jane Baruki Ferreira entre em contato com a própria autora por e-mail ou messenger.

Publicado por Evan Klug

Escritor, Redator, Roteirista, Produtor de Conteúdo para Web e Analista de Qualidade. Amante da literatura, super-heróis, boa comida e o bom e velho rock n' Roll.

7 comentários em “À Espreita Entrevista: Jane Baruki Ferreira

  1. Tive oportunidade de trabalhar um poema de Jane Baruki associado a uma síntese de O Pequeno Príncipe. O poema selecionado foi “Flor” e estabeleci uma relação com a rosa que é personagem da estória. O público alvo foi uma sala de 2° ano de uma pequena escola particular. O poema causou o viver da essência do conteúdo e movimentação do mundo interno das crianças e também desta professora. É perceptível a riqueza dos conceitos e como as crianças captam. Como buscam esse conteúdo.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: