À Espreita Entrevista: Marcos Pontal – Autor de “A Restituição do Amor”.

Marcos Pontal fala de sua luta contra o preconceito, a prevenção ao suicídio, perseguição e outros temas abordados em seu mais novo livro.

Marcos Pontal nasceu em 1986 em Pontal-SP à 352 km da capital. Marcos Alexandre Machado, ou Marcos Pontal, como assina seus trabalhos, é Técnico em Química desde 2013, profissão que exerce atualmente. Ele é também Web Designer, cristão e um apaixonado por cinema, filmes e suas histórias. No dia 07/03/2019 lançou o seu 1° livro: A História dos Filmes Cristãos no Brasil, disponível em 2 versões: com fotos e sem fotos, publicado de forma independente, registrado e distribuído pela Amazon.

Nosso editor, Evan Klug, teve uma conversa inspiradora com Marcos Pontal, falando de sua paixão por filmes cristãos e a conscientização sobre alguns temas.

Evan – Primeiramente é uma grande satisfação para nós, do À Espreita, poder conversar contigo sobre quem é o Marcos Pontal. Você é técnico em química e web designer. Como um cara de exatas acaba se tornando também escritor de romance?

Marcos – Quando me converti ao cristianismo, protestante, logo no primeiro ano assisti à um filme cristão evangélico, achei diferente e por isso comecei a divulgar esse tipo de filme e a comprá-los. Em 2012 patrocinei 2 longas-metragens: “Nova Chance” e “O Pródigo”, com uma pequena quantia, mas nenhum deles foi produzido. Em 2013 fiz um investimento maior no filme do Daniel Silva “Labirintos Internos” e no ano de 2015 participei de uma “cooperativa de filmes”, com o filme “Perfume de Anjo 2”, um filme de Jairo Romão. No ano de 2013 abri um blog que divulga filmes cristãos brasileiros, em que compartilhei mais de 5 mil filmes. No começo desse ano, lancei 2 livros contando a história dos filmes cristãos no Brasil. E antes que você me pergunte porquê dois livros com esse mesmo nome, eu te digo que a diferença é que um contém fotos e o outro não. Sempre tive o desejo de escrever um longa-metragem e quando recebi um e-mail da Amazon falando que neste ano o Prêmio Kindle, iria escolher pelo menos 1 livro para virar filme, não pensei duas vezes, comecei a escrever um livro romântico com temas atuais.

Evan – Já vi que você tem uma relação estreita com filmes cristãos. Você também ajudava a fazer a divulgação. Como era isso?

Marcos – Tenho um site que divulgava filmes cristãos, comecei a comprar DVDs originais pela internet em 2006 e a compartilhar com meus amigos. Naquela época não passavam filmes cristãos protestantes no cinema e TV, por isso, abri um canal no You Tube colocando trailers de filmes que não existiam, e também dos filmes que já existiam.

Evan – Você também escreve no site “Visão Espiritual” e tem canal no YouTube e página no facebook. O que você pode contar para nós sobre o conteúdo que podemos encontrar lá, quais temas você aborda, além do que você já nos contou?

Marcos – Antigamente eu divulgava filmes cristãos no site, tinha um canal no You Tube, não tenho mais, mas agora tenho um canal no “Metacafe”. No site tem informações de mais de 600 filmes, originais que comprei e emprestava para as pessoas que conhecia. Tem também links que redirecionam à outros ‘blogs’ de filmes, que eu mesmo sou o administrador e divulgo os meus trabalhos, como livros, filmes, jogos.

Evan – Eu tive o prazer de escrever um artigo sobre “A Restituição do Amor”, livro de sua autoria, neste artigo dei apenas uma introdução sobre a temática da obra. Agora, como autor, o que você pode nos contar sobre o que vamos encontrar em “A Restituição do Amor”?

A Restituição do Amor – Capa

Marcos – Vai ter romance sírio que foi proibido e casamento arranjado pelos pais, e que mesmo assim resistiu fronteiras, reconstrução de vidas. Um drama romântico que aborda temas atuais como: suicídio, refugiados, violência contra mulher e perseguição à cristãos).

Evan – “A Restituição do Amor” fala sobre temas muito atuais e que vem se agravando com o passar dos anos. Qual o seu objetivo ao escrever um romance que demonstra essa realidade da guerra, dos refugiados, etc.?

Marcos – Meu objetivo é mostrar à todos que ninguém saiu de sua , sua terra natal ou país para tirar o emprego de ninguém, saem por necessidades. Aqui onde moro, já vi várias pessoas maldizerem os nordestinos que saem de sua terra para trabalhar no interior de São Paulo, onde moro, alegando que eles estão tirando o emprego de moradores da cidade. Isso não é verdade, eles são os responsáveis pelo crescimento da cidade, eles ficam longe de suas famílias, sofrem. Temos espaço para todos, assim acontece também com os refugiados. Temos que acolher à todos.

Evan – Você se baseou na história de alguém específico para escrever este romance ou você desenvolveu-o a partir das várias narrativas disponíveis na mídia de um modo geral?

Marcos – No começo eu queria escrever um livro baseado na poesia de meu pai, mas percebi que a poesia só poderia ser o final da história, aí surgiu a ideia de misturar vários temas de livros que eu queria escrever em um só, o suicídio, refugiados e perseguição à cristãos. A história foi escrita baseando-me no que a imprensa diz sobre a Síria, é um livro de ficção com compromisso com a verdade.

Evan – Além de “A Restituição do Amor” você tem outros livros. O que você pode nos contar sobre eles, além do que você já disse?

A História dos Filnes Cristãos no Brasil – edição com fotos

Marcos – Tem os outros 2 que lancei em março desse ano, que falei na primeira pergunta, “A História dos Filmes Cristãos no Brasil”.  Os livros contam a história da chegada dos filmes cristãos protestantes no Brasil que começou em 1970, e que termina com o Festival Internacional de Cinema Cristão no Brasil, que é realizado pela Agenda Cultural Brasil e tem como responsável a Veronica Brendler. O festival acontece todo ano no Rio de Janeiro.

Evan – O que podemos esperar do Marcos Pontal para o futuro? Está já desenvolvendo novos projetos literários?

Marcos – Meu próximo livro é um livreto de autoajuda, “O desafio dos 21 dias” que a personagem Aisha do livro “A Restituição do Amor” leu. O livro será disponibilizado de forma gratuita em campanha contra o suicídio. Também tenho outros projetos que têm como temas a sustentabilidade e o suicídio de pastores.

Evan – Você tem alguma influência na literatura, um autor em que se inspira, um guru? (Risos).

Marcos – No momento só autores da Bíblia, quando escrevi os livros, escrevi pensando neles como filmes, não sou uma pessoa que lê muitos livros, gosto mais de assistir filmes.

Evan – Que mensagem você deixaria para as pessoas que veem na TV sobre os problemas abordados no livro, como guerras, perseguição, violência e preconceito, a seu ver, o que nós, como sociedade, podemos fazer para aliviarmos o fardo do próximo e minimizarmos os problemas decorrentes destes temas ou, em outras palavras, como podemos fazer a nossa parte?

Marcos – O livro fala sobre a guerra na Síria, que matou milhares de pessoas, a bíblia diz: “Em primeiro lugar peço que sejam feitas orações, pedidos, súplicas e ações de graças à Deus em favor de todas as pessoas. Orem pelos reis e por todos os outros que têm autoridade, para que possamos viver uma vida calma e pacífica, com dedicação à Deus e respeito aos outros” (1 Timóteo 2:1-2). Se os rebeldes tivessem respeitados as autoridades, não aconteceria a guerra, sou a favor da liberdade de expressão e contra a violência física, devemos sempre resolver desavenças com um bom diálogo. Os verdadeiros cristãos perseguidos, não participam de guerra, participam de cultos escondidos, mas sempre respeitando as autoridades. Hoje vemos vários amigos e familiares tendo preconceito quando uma pessoa decide mudar de religião, minha vó paterna sempre foi um exemplo, quando meus pais saíram da igreja católica e foram para a evangélica, ela não criticou, apoiou. Depois de alguns anos decidiram voltar para a igreja católica, isso sim é um exemplo a ser seguido, não devemos obrigar ninguém a seguir aquilo que seguimos, as pessoas devem seguir à Deus por amor e não obrigadas.

Evan – Este é Marcos Pontal, obrigado por falar conosco, meu amigo. É muito importante a sua mensagem para o mundo de um modo geral, um mundo que se torna cada vez mais intolerante e fanático e esquece que, independente de qual nome você dá a seu Deus, em primeiro lugar, Ele deseja que você ame o seu irmão, seja quais forem as suas diferenças. Que uma luta contra o pecado não é uma luta contra o próximo e sim, como você faz, é uma luta pela multiplicação do conhecimento, com amor. Parabéns e os nossos sinceros desejos de sucesso em seu trabalho. Grande abraço da família À Espreita.

Para comprar “A Restituição do Amor”, clique aqui.

Para comprar “A História dos Filmes Cristãos no Brasil” versão com fotos, clique aqui.

Para comprar “A História dos Filmes Cristãos no Brasil” versão sem fotos, clique aqui.


















Publicado por Evan Klug

Escritor, Redator, Roteirista, Produtor de Conteúdo para Web e Analista de Qualidade. Amante da literatura, super-heróis, boa comida e o bom e velho rock n' Roll.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um novo site no WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: